Menu

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Os fumantes e os chocólatras

Na França e na Itália, o pessoal fuma muito. Por muito entenda-se loucamente. É comum ver gente na porta do metrô esperando ansiosamente a parada, já com o cigarro na mão, para acender assim que botar o pé na rua.

Não vou dar uma de superior, porque eu compreendo o poder do vício. O meu é o chocolate, sem o qual eu não passo 24 horas (ou até passo, mas sofrendo). Meu problema em uma ilha deserta não seria a falta de contato social, mas a ausência dos tabletes.


Mas olha, eu não jogo o papel do chocolate na rua como se fossem flores (que é o que o povo faz com as guimbas de cigarro). Eu não babo chocolate nos outros (embora receba fumaça nas fuças). Não preciso de fósforo ou isqueiro para consumir meu chocolate, nem de um recipiente especial para depositar os restos quando como chocolate na casa dos outros.

Mas o que mais me chateia é que não posso abordar desconhecidos na rua perguntando se eles têm chocolate.

Um comentário:

  1. Como diria seu pai, "o fumante, ante de tudo, é um mal-educado"

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...